top of page
DanielaSousaPhotography-06set22-143.jpg

Shinrin-yoku [Banho de Floresta] - a terapia japonesa útil na gestão do stress e ansiedade



Já falámos várias vezes e temos publicado em vários posts que aconselhamos vivamente a tirar um tempo para estar em contacto com a Natureza. Simplesmente estar.

Há quem vá para fazer jogging, trekking ou bike (e não que haja mal em fazer qualquer um dos destes desportos!) mas o que queremos abordar é simplesmente “estar na Natureza” e para isso não é preciso nenhum equipamento nem estar em forma física, só são necessários os nossos 5 sentidos.


Banhos de Floresta, uma terapia que nasceu no Japão e, que na opinião da DUO, devia virar trend.


Desde a década de 80 que no Japão começou a ser praticada um terapia chamada Shinrin-yoku ou Banho de Floresta (Shinrin = floresta + Yoku= banho), que consiste simplesmente em deixar-se "entranhar" pela atmosfera da natureza.


Mas no que consiste essa terapia?


É simplesmente estar na natureza e permitir que os nos conectemos a ela através dos nossos sentidos.


Se na década de 80 ela começou a ser praticada, na década de 90 os investigadores começaram a estudar os benefícios fisiológicos desta prática e forneceram o suporte científico para aquilo que já todos sabemos de forma inata: passar tempo em contacto com a natureza é bom para a nossa saúde. (1)(2)


Os sons da natureza, o cheiro das árvores, a brisa de ar puro que inspiramos, os raios de sol a formar sombras que dançam através das folhas, o toque num tronco de uma árvore, os diversos tons de verde - são exemplos do que podemos captar com os nossos sentidos e que nos dão uma sensação de bem-estar, de vitalidade, de “recarregar baterias”, de leveza interior e que afastam facilmente o nosso stress, ansiedade e preocupações.


Precisa de ainda mais razões?

É gratuito e sem contraindicações, efeitos adversos ou interações medicamentosas, ao contrário dos ansiolíticos e afins. (No entanto, advertimos que pode causar alguma dependência… 😆)

O Ser Humano tem-se vindo a desconectar da Natureza e talvez nunca tenhamos estado tão afastados dela na História da Humanidade - o facto de muitos de nós vivermos em cidades, o ritmo de vida acelerado, os trinta mil afazeres semanais e o excesso de gadgets eletrónicos por vezes não nos permitem desfrutar de algo tão básico e fundamental para o nosso equilíbrio e bem-estar. Não é preciso comprar uma casa de campo para desfrutar da natureza, qualquer jardim ou espaço verde já proporciona benefícios à saúde.


Kandinsky dizia que "o verde absoluto é a cor mais calma que existe: não se move, não expressa alegria, não deseja nada, não pede nada. Essa total ausência de movimento é uma propriedade benéfica para pessoas e animais cansados."


Os benefícios para a saúde em geral e para o sistema nervoso em particular do contacto com a natureza têm sido alvo de diversos estudos e os resultados mostram o impacto positivo que a natureza pode ter na hipertensão, no sistema imunitário, na função pulmonar, a nível cardiovascular e claro está , no stress, na ansiedade e depressão. (2) Para as crianças, está provado que, para além de todas as vantagens, o contacto com a natureza favorece o seu desenvolvimento cognitivo. (3)

Mas como praticar os banhos de floresta?


Encontra um lugar e coloca o tlm em modo de voo (ou deixa-o no carro ou em casa!). O objetivo é caminhar com calma e sem rumo. Deixa que seja o teu corpo e os teus sentidos a guiarem-te, seja através de um cheiro, de um chilrear de um pássaro, de uma flor ou árvore que te chama a atenção, etc…


Leva o teu tempo, porque não interessa se chegas algum lugar em particular - não estás a ir nenhum sítio concreto - estás só a sentir e a “saborear” os sons, os cheiros, a paisagem, os diferentes tons de verde, a maneira como as folhas se movem com a brisa, o toque (através das tuas mãos ou dos teus pés). Esta é a “chave” para desbloquear o poder da natureza - permitir que ela “entre” em ti, através dos teus sentidos.


Podemos praticar isto em qualquer espaço da natureza que tenha árvores, e a partir do momento em que aprendemos como o fazer, é quase impossível estar num parque ou jardim sem o estar (mesmo que inconscientemente) a fazer.


Como não somos todos iguais haverá locais (ou porque nos trazem algum cheiro da infância, ou porque tem algum tipo de árvores ou flores que gostamos, etc.) que serão mais “poderosos” que outros e onde a nossa ligação aos elementos da natureza e, neste caso, aos seus benefícios, serão mais potentes. Quanto maior a ligação, maior os benefícios.


Posologia recomendada? Minimo 1-2x por semana. ☺️


O conselho DUO é: se perto da nossa casa só houver um pequeno jardim mais vale conectarmo-nos com menos intensidade mas várias vezes do que esperar poder ir a algum lugar de maior conexão, mas só conseguir ir 1x por mês. 😉


E tu? Quando foi a última vez que te conectaste com a Natureza? 🌳🌿🌻


Aprende a cuidar de ti.




. . . . .


Referências bibliográficas:


1.https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17903349/

2. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29165173/

3. https://www.pnas.org/doi/10.1073/pnas.1503402112

43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page